Fundação Colnaghi estimula inteligência e raciocínio através de educação artística

Com atividades como pintura e desenho, a instituição descobre novos talentos e incentiva a conscientização ambiental

130

A Fundação Colnaghi, que atente famílias de alguns bairros do município de Penápolis, interior de São Paulo, utiliza a educação artística como um dos métodos mais valiosos de ensino. As aulas de pintura e desenho oferecidas pela instituição, reforçam o desenvolvimento emocional e cognitivo das crianças. José Roberto Colnaghi, um dos fundadores da organização e também presidente do Conselho de Administração do Grupo Asperbras, afirma que a “Fundação Conlaghi tem como objetivo melhorar a qualidade de vida das crianças e oferecer a oportunidade de um ensino de qualidade”.

Desenvolvimento social

Com uma área atual de 1. 956,68 m², em um terreno de 4.705,82 m², a Fundação possui diversos espaços para a estimulação na oferta de aprendizagem, contribuindo para o desenvolvimento saudável da criança. Fundada 1999, a entidade atualmente atende cerca de 210 crianças em período integral de quatro meses a cinco anos e 11 meses.

A Fundação atende crianças do bairro Jardim Tropical e adjacentes, filhos dos colaboradores da creche e filhos de funcionários da empresa Asperbras, cujos objetivos vão além do atendimento às crianças, fazendo da escola um núcleo de desenvolvimento social e de organização popular, tendo como foco também parcerias com famílias e comunidade para a disseminação da importância dos cuidados na primeira infância.

Educação artística

A metodologia utilizada pela Instituição traz inúmeros benefícios para crianças: através das aulas de artes, é possível estimular a inteligência e o raciocínio; ampliar a capacidade perceptiva, além de incentivar a criatividade e descoberta de novos talentos. A arte também funciona como terapia e ajuda a criança a transmitir suas ideias e emoções, desenvolvendo a sensibilidade, percepção social e imaginação.

Responsabilidade ambiental

Para a realização das atividades artísticas, a Fundação oferece todos os recursos necessários para que as crianças possam criar suas “obras de arte”: pincéis, tinta e, em vez do papel, pedaços de painéis de MDF – que são doados pela Greenplac (empresa subsidiária do Grupo Asperbras, responsável pela produção de placas de MDF) – para serem utilizados como telas.

“Em vez de doarmos papel, oferecemos as peças de MDF, que vêm direto da fábrica da GreenPlac. Assim, as crianças aprendem que tudo pode ser utilizado na arte, sem que haja desperdício,” conta José Roberto Colnaghi.

Esse tipo de atividade estimula não só a criatividade, mas também a escrita, a percepção dos sentidos e ainda reutiliza os materiais que seriam descartados. A ação da empresa, em conjunto com a instituição, busca ensinar às crianças, desde cedo, a valorizar e utilizar seus recursos de forma ambientalmente consciente.

 

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.